Sabedoria divina nos ensina a relação de interdependência e de sincronicidade com universo

Somos regidos por essa sabedoria

Os dias da semana, os anjos, os planetas com suas características e seus metais, o macro cosmo regendo no microcosmo em seus órgãos e sentidos.

Podemos dizer que os Cereais representam uma sabedoria cósmica condensada, traduzida em alimentos e energia para a realização terrena do ser humano.

Poder ter conhecimento dessa sabedoria é uma benção.

Poder entrar nessa sintonia é o mais Puro Amor.

 

Dias da semana        Anjos       Planeta       Cor            Orgão       Metal        Cereal    Nota Musical     

Domingo              Michael    Sol               Branca     Coração    Ouro          Trigo               LA

Segunda               Gabriel     Lua              Lilás          Cérebro     Prata         Arroz              SI

Terça                    Samuel    Marte          Vermelho Vesícula    Ferro        Cevada           DO

Quarta                  Rafael      Mercúrio     Amarelo   Pulmão     Mercúrio    Painço          RE

Quinta                  Zacaniel   Júpiter         Laranja     Fígado       Estanho      Centeio        MI

Sexta                     Uriel          Vênus          Verde      Sist Renal   Cobre         Aveia            FA

Sabado                Orifiel       Saturno        Azul         Esqueleto   Chumbo    Milho          SOL

 

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Amar é decidir

Um sábio Mestre Tibetano recebeu a visita de um homem que dizia já não amar sua esposa e que pensava em se separar.

O Mestre escutou … olhou nos olhos dele e disse apenas uma palavra, para logo a seguir se calar:

  • “ Ame-a”
  • “ Mas eu já falei : Não sinto mais nada por ela!”
  • “ Ame-a !”, repetiu o Mestre.

E percebendo o seu constrangimento, depois de um breve silêncio, disse-lhe:

  • “ Amar é uma decisão, não um sentimento; amar é dedicação e entrega. Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem: arranque o que prejudica, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide bem. Esteja preparado, porque haverá pragas, secas ou excesso de chuvas, mas nem por isso abandone seu jardim. Ame seu par, ou seja, aceite-o, valorize-o, respeite-o, ofereça afeto e ternura, admire-o,  comprenda-o. Ame porque:

 

  • A inteligência sem amor te torna perverso.
  • A justiça sem amor te torna implacável.
  • A diplomacia sem amor te torna arrogante.
  • A riqueza sem amor te torna avaro.
  • A docilidade sem amor ter torna servil.
  • A pobreza sem amor te torna orgulhoso.
  • A beleza sem amor te torna ridículo.
  • A autoridade sem amor te torna tirano.
  • O trabalho sem amor te torna escravo.
  • A simplicidade sem amor te deprecia.
  • A oração sem amor te torna introvertido.
  • A lei sem amor te escraviza.
  • A fé sem amor te deixa fanático.
  • A cruz sem amor se converte em tortura.
  • A vida sem amor … não tem sentido.

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Significado da Lemniscata

Na Antroposofia, a lemniscata mantém seu significado milenar, representando o equilíbrio dinâmico, prefeito e ritmico entre os polos opostos constitucionais do corpo humano: o polo metabólico e o polo neuro-sensorial. Como vimos, o polo metabólico (abdome) é quente, úmido, expansivo e inconsciente. O polo neuro-sensorial (cabeça, sistema nervoso central e órgãos do sentido) é frio, seco, contraído e consciente. Do equilíbrio deste dipolo, surge a vida humana em sua manifestação mais primordial: o ritmo. A lemniscata representa então o sistema rítmico (coração, pulmões e musculatura do tórax) que proporciona os sinais vitais mais básicos, equilíbrio físico e psíquico e harmoniza as essências opostas que nos compõem. Fazem parte ainda deste equilíbrio dinâmico rítmico, além do ritmo cardíaco e do ritmo respiratório, ciclos como o dormir e acordar (ritmo circadiano), a tendência à vitalidade (anabolismo) na infância e a tendência à esclerose (catabolismo) na velhice (ciclo biográfico) e, em última análise, o ciclo da vida e da morte (ciclo encarnatório). Assim, toda vez que inspiramos, que nosso coração entra em diástole, que acordamos pela manhã ou que usamos nossa função orgânica anabólica, confirmamos nosso nascimento. Analogamente, toda vez que expiramos, que nosso coração entra em sístole, que vamos dormir à noite ou que usamos nossa função catabólica, antecipamos nossa morte.

linha

A lemniscata é uma figura geométrica em forma de hélice que é o sinal matemático do “infinito”. Simbolicamente a lemniscata representa o equilíbrio dinâmico e rítmico entre dois polos opostos. O símbolo da lemniscata nos remete diretamente ao Arcano Maior do Tarot de número 14: “A Temperança”, onde vemos uma mulher que mistura e equilibra, através de sucessivas misturas, dois jarros que contém água: um com água fria, outro com água quente. Conforme as sucessivas passagens de fluidos de um jarro a outro, e deste de volta ao primeiro, se processam, obtém-se o elemento morno (temperado). Esta carta corresponde à letra hebraica “Nun” na Cabalah.

Da mesma forma, a lemniscata foi largamente usada nos desenhos celtas e insistentemente reproduzida em seus intrincados desenhos de formas. A lemniscata, principalmente em suas representações celtas, nos remete diretamente ao “Ouroborus”, símbolo antiqüíssimo, resgatado pela tradição alquímica, onde se vê uma serpente que morde o próprio rabo e dovora-se a si mesma. O Ouroborus é também representação simbólica do Infinito e do equilíbrio dinâmico universal.

Carl Gustav Jung, refere-se a este símbolo como o “Mysterium Conjuctionis” (Mistério da Conjunção), resultado do “Hieroghamos” (Casamento Sagrado), equilíbrio do Masculino e do Feminino Universais, essência fundamental da mente humana e, em uma visão mais ampla, da existência humana em si.

Ainda podemos observar a lemniscata nas curvas do Caduceus (o cetro da dupla serpente), símbolo da Medicina e manisfestação de Hermes; nos meridianos do fluir da Energia Vital descritos pelas medicinas tradicionais hindu e chinesa e pela Acupuntura. A lemniscata repete-se no próprio movimento das galáxias, das estrelas e dos planetas, na Astronomia e na Astrofísica. A lemniscata está presente na dupla hélice do DNA presente em todos os seres vivos deste planeta. Ainda verificamos a formação de lemniscatas nos movimentos pendulares observados na Física; na báscula do andar humano; no crescimento dos vegetais e na disposição de suas flores e folhas; nos movimentos de regência da musical; no movimento do Tao; em emblemas e símbolos de famílias tradicionais japonesas, em mandalas de diversas origens e épocas e, de forma abstrata, nos ciclos da Natureza e no equilíbrio psíquico entre o Pensar e o Querer, dando origem ao Sentir.

Em Antroposofia, a lemniscata mantém seu significado milenar, representando o equilíbrio dinâmico, prefeito e ritmico entre os polos opostos constitucionais do corpo humano: o polo metabólico e o polo neuro-sensorial. Como vimos, o polo metabólico (abdome) é quente, úmido, expansivo e inconsciente. O polo neuro-sensorial (cabeça, sistema nervoso central e órgãos do sentido) é frio, seco, contraído e consciente. Do equilíbrio deste dipolo, surge a vida humana em sua manifestação mais primordial: o ritmo. A lemniscata representa então o sistema rítmico (coração, pulmões e musculatura do tórax) que proporciona os sinais vitais mais básicos, equilíbrio físico e psíquico e harmoniza as essências opostas que nos compõem. Fazem parte ainda deste equilíbrio dinâmico rítmico, além do ritmo cardíaco e do ritmo respiratório, ciclos como o dormir e acordar (ritmo circadiano), a tendência à vitalidade (anabolismo) na infância e a tendência à esclerose (catabolismo) na velhice (ciclo biográfico) e, em última análise, o ciclo da vida e da morte (ciclo encarnatório). Assim, toda vez que inspiramos, que nosso coração entra em diástole, que acordamos pela manhã ou que usamos nossa função orgânica anabólica, confirmamos nosso nascimento. Analogamente, toda vez que expiramos, que nosso coração entra em sístole, que vamos dormir à noite ou que usamos nossa função catabólica, antecipamos nossa morte.

A forma geométrica da lemniscata é usada como base para todos os processos antroposóficos: desde a dinamização de medicamentos, até a criação de estruturas arquitetônica; passando por movimentos da Euritmia, desenhos da Terapia Artística e fluxos da Engenharia Antroposófica. As técnicas da Massagem Ritmica são totalmente baseadas na repetição de movimentos helicoidais diversos que reproduzem a lemniscata. Desta forma, consideramos a lemniscata o símbolo máximo da Antroposofia, resumindo em si todos os conceitos fundamentais aplicados em todas as práticas antroposóficas.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Exercícios para os dias da semana

Exercícios para os dias da semana

 

SABADO: Prestar mais ATENÇÃO NAS REPRESENTAÇÕES MENTAIS ( pensamentos)

“ Só efetuar pensamentos relevantes. Aprender paulatinamente a distinguir nos pensamentos, entre o essencial e o acessório, entre o eterno e o efêmero, entre a verdade e a mera opinião.

Ao escutar o discurso próximo, procurar no interior e renunciar a todo consentimento, mas principalmente a todo julgamento negativo, (crítica, renegação) também nos pensamentos e sentimentos. Isso é chamado   “OPINIÃO CERTA”.

 

DOMINGO: Decidir-se

“ Decidir-se mesmo nos atos mais insignificantes, somente na base de uma ponderação fundada e total.

Afastar da alma, todo agir impensado, todo o fazer desprovido de significado.

Deve-se sempre ter para tudo, razões bem ponderadas.

Deixar de fazer aquilo que carece de um motivo significativo.

Se estivermos convencidos da retidão de uma decisão tomada, devemos ater-nos a ela, com toda firmeza, “DECIDINDO”.

Isso é chamado    “JUIZO CERTO” – que não depende de simpatia ou de antipatia.”

 

 

SEGUNDA: A Fala

Dos lábios de quem aspira um desenvolvimento superior, só deve emanar o que tiver sentido e significado.

Todo falar, só por falar –  com a intenção de fazer passar o tempo – é nesse sentido prejudicial.

Devemos evitar o tipo comum de conversa onde se fala qualquer assunto em uma mistura inconsciente; de outro lado, não devemos excluir-nos da convivência com nossos próximos.

É justamente ao contato com os outros que a conversa deve assumir caráter de significância.

Que se dê resposta a qualquer interlocutor, mas de forma pensada, em todos os sentidos.

Nunca falar sem ter motivo.

Gostar de silenciar.

Procure falar, nem de mais, nem de menos.

Primeiro escutar e digerir.

Isso é chamado: “ AS PALAVRAS CERTAS ‘’.

 

TERÇA: “ As ações exteriores não devem perturbar os nossos próximos”.

“Quando nosso íntimo ( consciência) nos leva a agir, devemos ponderar cuidadosamente sobre a melhor maneira de corresponder ao bem do todo, à felicidade permanente do próximo, a essência eterna.

Quando atuamos a partir de nós mesmos, por iniciativa própria, ponderar de antemão, a fundo, os efeitos da nossa atuação.

Isso é chamado: “ A AÇÃO ACERTADA” .

 

QUARTA: “A Organização da existência

“ Viver de acordo com a natureza e com o espírito, não se dissipar nas ninharias exteriores da vida.

Evitar tudo que traz a irritabilidade e a agitação.

Não atuar apressadamente, mas tampouco ficar indolente.

Considerar a vida como um meio para a atividade, para a elevação, e agir de acordo.

Isso é chamado de : “O PONTO DE VISTA CERTO”.

 

QUINTA: “ A Aspiração Humana”

“ Devemos ter cuidado de não empreender nada que ultrapasse nossas forças, mas tampouco de deixar de fazer o que está dentro delas.

Olhar para além do imediato e do dia a dia;

Fixar metas (ideais) ligadas com os deveres mais elevados do homem.

Por ex. Procurar desenvolver-se, por meio de exercícios indicados, a fim de  poder ajudar e aconselhar o próximo, mais intensamente, mesmo se não for para um futuro imediato. Isso pode se resumido em:

“TRANSFORMAR TODOS OS EXERCÍCIOS PRECEDENTES EM DISPOSIÇÃO DURADOURA.”

 

SEXTA:A aspiração de aprender da vida, o mais possível.”

Nada ocorre se não for para nossas experiências na vida.

Se fizermos algo de forma errada ou incompleta, isso será um motivo para fazer algo semelhante, numa ocasião posterior, correta e perfeitamente.

Vendo outros agirem, devemos olhá-los sob o mesmo critério      (embora sempre com um olhar carinhoso) .

Não devemos fazer nada, sem lembrar vivências, que nos podem ser uma ajuda em nossas decisões e realizações.

Pode-se aprender muito de qualquer ser humano, inclusive com crianças.

Isto é a lembrança do que se experimentou.

Esse exercício se chama: “ MEMÓRIA CERTA”

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A vida de Buda

http://www.youtube.com/watch?v=HyXJvUWrkn0#t=852

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Porque Meditar?

Por que Meditar?
Onde podemos encontrar a verdadeira felicidade? No mundo atual, estamos rodeados por níveis sem precedentes de riqueza material e conforto, mas o nosso exterior sofisticado muitas vezes mascara nossos sentimentos de insatisfação, ansiedade e depressão. Ironicamente, muitas vezes parece que quanto maior o “progresso” que vemos no mundo à nossa volta, ficamos ainda menos satisfeitos com nossas vidas.
A meditação nos mostra que a verdadeira felicidade é interna. Os sentimentos de satisfação e plenitude que muitas vezes buscamos fora de nós são, na realidade, parte da nossa natureza primordial. Infelizmente, nos tornamos tão habituados a olhar para fora em busca da felicidade, que muitas vezes não sabemos como explorar esta “riqueza interior”. Embora todos nós tenhamos o potencial para encontrar uma felicidade profunda e duradoura que não depende de circunstâncias externas, já não basta escutar que já temos o que precisamos para sermos felizes; precisamos de métodos práticos para descobrir a nossa verdadeira natureza, práticas que nos permitem ir além do condicionamento cultural que nos diz, a todo momento, que somos incompletos.
A prática da meditação nos desperta para a alegria do momento presente. Ao cultivar a atenção e a consciência, podemos transformar situações desafiadoras, como as de convivência com a dor crônica, pensamentos destrutivos e emoções difíceis, em fontes de paz interior e alegria. Esta transformação interior não nos obriga a se distanciar do mundo. Pelo contrário, a vida cotidiana está repleta de infinitas oportunidades onde podemos usar a prática da atenção plena para encontrar a preciosidade de cada momento. Meditação não é para nos afastar do mundo, mas para abrir os nossos corações e mentes para a beleza do que já temos.
Durante séculos, várias formas de meditação têm sido ensinadas e praticadas em quase todas as religiões do mundo. Embora existam importantes diferenças entre as técnicas encontradas em cada tradição, elas compartilham a crença de que a verdadeira felicidade não pode ser encontrada na mudança de condições no mundo exterior, mas em vez disso, ao girar a atenção para dentro e explorar a paisagem interna do coração e da mente.
Nos últimos anos, a meditação também tem recebido uma grande atenção da comunidade científica. Pesquisadores da Universidade de Harvard, MIT, Universidade de Wisconsin, e muitas outras instituições de renome têm explorado os efeitos da meditação em muitas áreas, desde a pressão arterial até os os estados diferenciados da consciência. As pesquisas mostraram não só os efeitos profundos que a meditação pode ter no cérebro de meditadores avançados, mas também como a prática da meditação por apenas alguns minutos por dia pode criar um dramático aumento nas partes do cérebro associadas à felicidade e bem-estar. Também foi mostrado que a meditação impulsiona o sistema imunológico do corpo, melhora a capacidade do cérebro de se concentrar por longos períodos de tempo, e é um tratamento eficaz para muitos distúrbios psicológicos.” Miguyur Rinpoche.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Oração de Micael

ORAÇÃO DE MICAEL

“Temos que erradicar da alma todo medo e temor

do que o futuro possa trazer ao homem.

Temos que adquirir serenidade

em todos os sentimentos e pensamentos a respeito do futuro.

Temos que olhar para a frente

com absoluta equanimidade para com tudo o que possa vir.

Temos que pensar somente que tudo o que vier,

nos será dado por uma direção mundial plena de sabedoria.

Isto é parte do que temos que aprender nesta era:

Viver com pura confiança sem qualquer segurança na existência.

Confiança na ajuda sempre presente do mundo espiritual.

Em verdade, nada terá valor se a coragem nos faltar.

Disciplinemos nossa vontade e busquemos o despertar interior,

todas as manhãs e todas as noites.
R.Steiner

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário